sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Pudim de leite condensado.

Hoje é sexta-feiraaaaaa!!!!
E como vem chegando o final de semana, nada melhor do que pensar na receita que vai acompanhar o domingo...
E domingo combina com?????? Gordices!!!
Então pensei nesse pudim maravilhoso, de leite condensado, super fácil de fazer.



Primeira etapa: o caramelo:

1 xícara de açúcar
1 xícara de água

É só misturar os dois ingredientes e levar ao fogo, não precisa ficar mexendo, mas quando começa a ficar com aquela cor de caramelo, é bom baixar o fogo, e cuidar, pra não queimar, porque isso acontece num piscar de olhos.
Caramelo pronto, é só derramar na forma de pudim. Tem gente que já prefere fazer na própria forma, mas como a minha é um pouco fina, prefiro fazer na panela mesmo.

Segunda etapa: o pudim.

1 lata de leite condensado
a mesma medida de leite
4 ovos

Mais uma vez, é só misturar todos os ingredientes, mas dessa vez, é no liquidificador...bate tudo, coloca na forma, já caramelizada e leva ao forno, em banho-maria, por aproximadamente 1 hora e meia...depende muito do forno. Eu deixei em 180°, até dourar por cima, e depois desse tempo, eu enfiei um palito, pra ver se já estava firme. Não tem segredo nenhum gente, é uma receita muito fácil mesmo.
Depois de pronto, precisa levar pra geladeira, por umas 2 horas...pra depois desenformar.

Terceira etapa: comer, comer, comer!!!

Aproveitem o final de semana e façam essa doçura, tenho certeza que não vão se arrepender.
Bjinhos!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Alimentos orgânicos





Hoje quero falar um pouco sobre um assunto que pode ser considerado por muitos, como frescura. Ou as vezes na correria do dia a dia, passa despercebido, e na hora de fazer as compras, acaba sendo tudo no automático.
Lá na década de 80, quando nasci, morávamos no sítio. Meus avós e meus pais, cultivavam o próprio alimento. E o que não era produzido na própria lavoura, era trocado com outros vizinhos. Cresci sendo alimentada, com o mais natural possível. Não tinha leite pasteurizado, alimentos transgênicos...tudo foi aparecendo com o tempo e com a necessidade da população em produzir cada vez mais.
A alimentação mudou tanto, que há algum tempo atrás, quem procurava por alimentos orgânicos, era considerado "natureba". E hoje voltou a ser uma preocupação de muita gente.
E não é uma preocupação a toa, afinal, o Brasil é considerado 1° lugar no ranking de países que mais usam agrotóxico.
Diabetes, alguns tipos de câncer, problemas neurológicos estão associados a contaminação por agrotóxicos.
Existe uma lista  dos alimentos que são campeões de agrotóxicos, entre eles estão:
Pimentão, morango, pepino, alface, cenoura, abacaxi, beterraba, couve, mamão, tomate e laranja.
Desde 2011, os produtos que são comercializados no varejo, tem na embalagem o selo de "Produto Orgânico Brasil", do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Já no caso dos pequenos produtores, ou nas feirinhas, como temos aqui na nosssa cidade, a exigência é de uma certificação específica, também emitida pelo Ministério da Agricultura.
Os alimentos orgânicos não influenciam apenas na saúde, mas também beleza, bem estar...melhora da disposição, aumento da imunidade, bom funcionamento do intestino, aspecto do cabelo, pele e unhas. 
Se vocês pararem para pensar, a alimentação orgânica só traz benefícios.
Pode ser um pouco mais cara sim, mas é um custo que compensa.
Na minha opinião, o sabor também é diferente, e se faz bem, porque não mudar os hábitos?

Bjinhos, até mais!!!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

12 meses/12 livros

Olá...
Vou começar a semana falando de uma das minhas metas pessoais, para 2015.
A meta dos livros, 1 para cada mês do ano.
O livro escolhido para Janeiro, foi "Cozinhar, uma história natural da transformação", do autor Michael Pollan.



"SINOPSE


Nos dias de hoje, diante de uma vida atribulada, as pessoas pensam cada vez mais em comida, embora dediquem cada vez menos tempo ao preparo de suas refeições. Preocupam-se com a quantidade de calorias ingeridas e com a qualidade dos ingredientes, mas reservam mais horas para assistir aos programas de culinária na TV do que efetivamente passam dentro da cozinha. E enchem a despensa com produtos industrializados supostamente 'saudáveis'. Nesse cenário tão contraditório, o escritor Michael Pollan convida o leitor a redescobrir a experiência fascinante de transformar os alimentos. A partir dos quatro elementos da natureza - fogo, água, ar e terra -, ele nos mostra o calor ancestral do churrasco, o caldo perfumado dos assados de panela, a leveza dos pães integrais e a magia da fermentação de um chucrute. Ao relatar suas experiências pessoais com os processos de preparação da comida, Pollan mergulha numa história tão antiga quanto a da própria humanidade e propõe uma redescoberta de sabores e valores esquecidos. Cozinhar é, ao mesmo tempo, investigação científica e narrativa pessoal, guia pragmático sobre o preparo de alimentos e reflexão filosófica sobre a transformação da natureza. Partindo do trabalho de filósofos e antropólogos, Pollan ressalta que o ato de cozinhar é um dos fatores que definem a espécie humana. Ao aprender a usar o fogo para preparar alimentos, nossos ancestrais abriram caminho para o desenvolvimento da civilização. E ele alerta - precisamos reconquistar o território da cozinha. Com isso, reforçamos vínculos comunitários e familiares e, ao mesmo tempo, damos um passo importante para tornar nosso sistema alimentar mais saudável e sustentável."

Adorei o livro, demorei bastante pra ler, porque se torna um pouco cansativo, já que ele conta as histórias pessoais, de como aprendeu cada prato. Mas o livro é ótimo, faz a gente voltar lá atrás, onde nossos avós preparam a comida, de verdade.
Onde era preciso colher o trigo, colher o arroz, feijão, café, milho. Matar o frango na hora do almoço, enfim...o verdadeiro ritual da culinária. Transformado hoje em dia, pela grande maioria, pelo ato de esquentar comida congelada, pedir uma pizza, ou então preparar um macarrão com molho pronto e achar que está cozinhando.
No final do livro, ainda tem algumas receitas, dos principais pratos que ele fala no livro, então pra quem quiser arriscar a fazer um pão com fermentação natural, ou assar um porco, ou usar a técnica de fermentação para fazer um chucrute, as dicas estão todas no livro.


Em breve vou falar do livro de Fevereiro.

Uma excelente semana para todos nós.


Até o próximo post.

Bjinhos.




sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Panquecas integrais "fofinhas"


Vi essa receita lá no Panelaterapia, e resolvi experimentar num café da manhã de final de semana, onde normalmente tenho mais tempo para aproveitar.
Super fácil gente, anotem aí e bora pra cozinha!

1/3 de leite (eu usei sem lactose)
1 ovo
8 colheres (de sopa) de farinha integral
1 colher (de chá) rasa de sal
1/2 colher (de sopa) fermento em pó
1 colher (de sopa) de açúcar (eu usei mascavo)


Misture tudo, pode ser a mão mesmo (receitas assim, me ganham, porque não precisa sujar liquidificador nem batedeira).
Daí é só untar uma frigideira antiaderente, e ir colocando as porções de massa, deixando dourar dos dois lados.
Para servir, eu optei pelo mel, porque combina super bem, mas vocês podem experimentar com frutas também. E pra quem é fã de doces com salgado, nada impede de jogar um bacon por cima e ser feliz!!!


Bjinhos e até a próxima receitinha  =*







quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Retorno...

Olá...
Como vocês podem perceber o "Cozinha da Regi" voltou.
Há algum tempo eu havia parado de postar no blog, pois não estava mais conseguindo manter aquela rotina de cozinhar sempre, escrever, postar, e aos poucos fui deixando o blog de lado.
Tentei escrever sobre outros assuntos, mas também não deu certo.
Quando começou o ano, eu já tinha esse planejamento de voltar com o blog, porque é uma coisa que eu gosto, só não estava encaixando na minha rotina.
Mas agora vou me organizar melhor, e pretendo postar sempre uma receitinha pra vocês, e falar sobre outros assuntos, pois nada impede.
Afinal, é na cozinha, onde reunimos a família, os amigos, para comer algo gostoso, e conversar sobre tudo.
Agora é só aguardar as postagens, que já estão sendo preparadas com todo carinho.
O foco vai ser a cozinha mesmo, com as receitas, que eu fizer, não vai ser tão frequente assim, porque minha rotina continua sendo bagunçada em função do meu trabalho. Mas no intervalo entre as receitas, quero falar um pouquinho sobre os meus livros de culinária, que venho colecionando há alguns anos.
Quero falar sobre algum outro assunto, ainda indefinido, mas algo relacionado a cozinha, kkkkkkkkk...pode ser sobre a hamonização com vinhos, ou também sobre cervejas, temperinhos diferentes.
Reeducação alimentar também vai estar presente, é entendam, NÃO É DIETA! NÃO ESTOU DE DIETA! kkkkkkkkkkk...só estou comendo certo (ou pelo menos tentando).
Quando eu fizer algum artesanato legal também vou postar...tudo de acordo com o meu tempo, e as minhas possibilidades.
Espero que ainda tenham vontade de acompanhar o blog, mesmo depois de tanto tempo sem atualizações.

Beijosss....