quinta-feira, 9 de maio de 2013

Doenças Psicossomáticas.


Olá, pessoal...
Andei pesquisando sobre doenças psicossomáticas esses dias...e acabei descobrindo bastante coisa, mas vou tentar resumir ao máximo.
Fui até uma médica no inicio desse ano, fiz alguns exames, porque estava perdendo bastante cabelo, sentindo bastente dor de cabeça e isso me deixou um pouco preocupada...
Os meus exames tiveram todos os resultados normais, então a médica me falou que o que eu sentia, era em função do estresse, que estava em nível "master".
Enxaqueca, queda de cabelo, gastrite, até depressão...tive que mudar alimentação, mudar carga horária do meu trabalho, e mais alguns hábitos, que poderiam contribuir no aumento dos sintomas.
Com o tempo fui me sentindo melhor, hoje me sinto apenas cansada fisicamente, mas o restante do que me fazia mal...já passou.
Então agora, vou compartihar com vocês, um pouco do que aprendi, durante a pesquisa.

Sentir-se triste e magoada de vez em quando é normal. Todos passam por momentos difíceis durante a vida. Porém, a tristeza e a depressão constantes podem trazer sintomas piores, como dores de cabeça, úlcera e até mesmo problemas de coluna. Essas dores físicas desencadeadas por distúrbios emocionais são chamadas psicossomáticas e têm tratamento. 
Doenças mais conhecidas
Doenças respiratórias e cardíacas, consideradas graves, podem surgir a partir de problemas emocionais. Gastrite, úlcera, problemas de coluna, dores em geral (costas, cabeça, dores crônicas), problemas respiratórios, cardíacos, estresse e depressão podem ter ligação direta com fatores emocionais. 
Como lidar com situações difíceis
Passar por traumas e se deparar com problemas inesperados podem interferir no convívio com a família, amigos e prejudicar o desempenho no trabalho. É importante fazer terapia para elaborar os problemas, os traumas e poder libertar-se para seguir em frente. Todos nós vivemos momentos difíceis. O que importa não é o problema em si, mas a maneira como o encaramos e o que decidimos fazer com nossa vida a partir daí.
Estresse: inimigo da modernidade
Hoje em dia é mais comum sofrer de estresse: pressão na família, no trabalho, no trânsito… Mas nada de desespero! O importante é buscar a paz interior. Fazer exercícios, encontrar um momento para relaxar e fazer outras coisas que não estejam ligadas ao trabalho ou àquilo que está causando o estresse é essencial. Meditação, dança, ouvir música, sair com amigos, namorar, fazer outras atividades, melhorar a alimentação e procurar ajuda psicológica para encontrar uma saída mais saudável para os problemas que estão causando o estresse. Uma mudança no estilo de vida provavelmente será necessária, e para isso uma terapia será de grande ajuda.
Cuidados redobrados
Quando passamos por situações de tensão, nosso cérebro limita nossas ações. A parte pensante fica limitada e agir por impulso é mais comum, já que agimos sem pensar para nos livrarmos da sensação de perigo. A mágoa consome muita energia, pois cada vez que relembramos o acontecido, os mesmos sentimentos são desencadeados. O cérebro não sabe distinguir se aquela traição, agressão ou trauma aconteceu agora ou há muito tempo. Buscar ajuda para entender e se livrar dos pensamentos negativos é o primeiro passo para a recuperação.

Então é isso gente, espero que tenham gostado.

Bjos...um ótimo dia.

Um comentário:

  1. Olha só, utilidade publica rola por aqui tmb!
    As vezes achamos q estamos morrendo por algumas dores que sentimos, e nem nos damos conta que pode ser algo com solução fácil, como mudanças de habito e alimentação adequada.
    Ainda bem que vc está melhor né?....
    Beijos!
    neoqav

    ResponderExcluir