quinta-feira, 10 de março de 2011

Benefícios do mel.

Ola pessoal!
Tive uma crise alérgica no inicio da semana, e acabei recorrendo ao mel, para amenizar um pouco os sintomas.
Na verdade, a crise foi bem parecida com uma gripe, aquela sensação de corpo pesado, dor de cabeça, coriza, e a garganta um pouco irritada. 
Tomei os antialérgicos de costume, mas acabei lembrando da receita caseira de chá de limão com mel. Receita que passa de mãe pra filha, há algumas gerações.
Mas me perguntei: Porque o mel é tão bom? Quais são seus benefícios?
Fiz uma pesquisa rápida, e digo a vocês, que se vocês (assim como eu) desconhecem todas as propriedades do mel e ainda não fazem uso no dia a dia, saibam que estão perdendo os diversos benefícios que este alimento oferece para nossa saúde. 
Natural e completo, o mel é riquíssimo em elementos nutritivos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, ele tem mais de 70 substâncias essenciais ao organismo. Contém água, frutose, sacarose, glicose (carboidratos), potássio, ferro, sódio, enxofre, cobre, fósforo, zinco, selênio, cloro, cálcio, magnésio, vitaminas do complexo B, vitaminas A, E, C e alguns tipos de aminoácidos (proteínas).
Depois desta vasta lista de nutrientes, fica fácil saber por que o mel deve constar na dieta de todos, com exceção de pessoas diabéticas. 
Substituir o açúcar pelo mel é uma escolha saudável e mais saborosa. Uma colher (chá) de açúcar fornece cerca de 40 calorias, enquanto a mesma medida de mel contém 25 calorias. Mesmo assim, o ideal é consumir diariamente até duas colheres (sopa) para aproveitar todos os benefícios do mel para a saúde. Com poder adoçante duas vezes maior que o do açúcar, pode ser usado na combinação com frutas, leite, iogurte, pães e biscoitos, cereais e até bebidas, como sucos e cafés. É também um ótimo complemento alimentar.

Além de ser um excelente adoçante natural, o mel pode ajudar a tratar de doenças como gripe, asma, amigdalite, bronquite, problemas de circulação e dos músculos. A substância produzida pelas abelhinhas é ainda um dos melhores e mais eficientes remédios contra os efeitos da gripe e resfriados e prepara o corpo para se defender de infecções. O mel também fortalece o sistema nervoso, ajuda a desintoxicar, facilita a digestão, é um excelente antisséptico e antibiótico.
E a lista não para por aí. Como efeitos do mel, podemos citar ainda que ele protege de infartos e reduz o colesterol, previne a anemia, acalma e combate a insônia, cura feridas e queimaduras.

Tipos de mel

Conheça os tipos de mel mais encontrados nas prateleiras e saiba para que cada um deles é indicado.
Mel de flor de eucalipto: é escuro e tem gosto forte. Indicado para aliviar tosse e sintomas de resfriado, bronquite, sinusite e dor de garganta.
Mel de flor de laranjeira: é um dos mais saborosos. Claro e perfumado, é indicado para acalmar, combater a insônia, regular o intestino e prevenir cãibras.
Mel de flor do campo (silvestre): A cor e o gosto variam de acordo com a variedade das plantas que o originaram. Ótimo para soltar o intestino e eliminar toxinas do organismo.

Um comentário:

  1. OI REGI PARABÉNS PELAS DELICIAS JÁ SOU SUA NOVA SEGUIDORA.QUANDO PUDER VENHA ME VISITAR.BEIJOSS

    ResponderExcluir